sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Clarice Lispector - Correio Feminino

A essa altura todo mundo já sabe que as frases assinadas por Clarice Lispector, tão cheias de lições de vida e por isso mesmo tão rasas e bregas, que pipocam nas redes sociais, jamais teriam saído da boca da escritora de sintaxe inovadora e pensamentos profundos. Para diferenciar a verdadeira Clarice da falsa Lispector, você pode até adotar uma regra com segurança: se você entendeu o texto de primeira, pode estar certo de que não é dela. Será?

Para quem estava acostumado com a complexidade de sua obra, a publicação de Correio Feminino (Editora Rocco, 2006) é uma novidade. O livro é uma coletânea de artigos que a autora escreveu sob pseudônimo em jornais durante os anos 50 e 60. Dirigidos ao público feminino, os textos fariam uma feminista do século 21 ter convulsões. Refletindo o conservadorismo da época, colocam as mulheres em papel subserviente e inferior. Outros tratam apenas de detalhes como qual a melhor maquiagem ou dicas de etiqueta.Outras vezes, a escritora descamba para a mais barata autoajuda. Correio Feminino é sem dúvida uma surpresa para o leitor de Clarice.

Abaixo, coloco alguns trechos do livro Correio Feminino, de Clarice Lispector:.




Lista das 10 coisas que os homens detestam:
1- Vestido muito justo
2- Pintura excessiva, principalmente nos olhos
3- Modas sofisticadas e complicadas
4- Saltos muito altos
5- Batom exagerado
6- Meias com costura torta
7- Excesso de joias
8- Decote exagerado
9- Moça desembaraçada demais
10- Mulher sabichona



"Se o seu marido está acostumado a vê-la despenteada, em chinelas, de roupa desleixada, sem pintura, aos poucos ele irá esquecendo a figurinha bonita que o atraiu antes, quando você só lhe aparecia enfeitada e perfumada. Começará a perguntar a si mesmo, o que existe em você, afinal, de interessante... e a resposta é perigosa, minha cara!
  (...) A faceirice, é, portanto, obrigação para a mulher. Nem a mulher de negócios, nem a cientista, nem a mulher de letras, nem a esportista dispensam esse dever primordial para a conquista do homem. Afinal, podemos pensar deles o que quisermos, mas precisamos deles para completar a nossa felicidade, não é mesmo?"

Discrição
"Você naturalmente sabe que chamar a atenção não é de bom-tom e dá sempre uma impressão muito má da mulher. Seja pela roupa escandalosa, pelo penteado exótico, pelo andar, pelos modos, pela risada grosseira, seja, enfim, de que maneira for, a mulher que chama a atenção sobre a sua pessoa o único troféu que merece é o da vulgaridade."

 Manias que enfeiam
 Existem muitas, e muitas também são as mulheres que as cultivam, sem pensar que com isso estão se prejudicando. Por exemplo, a mania de estar sempre comendo alguma coisa, como um chocolate, um caramelo, um sorvete, como se vivesse eternamente com fome. Além de extremamente deselegante, dá a impressão de que não come o bastante em casa. Os homens detestam isso. Sem falar nas gordurinhas supérfluas que essa gulodice constante faz aparecer.


Discrição.
Você naturalmente sabe que chamar a atenção não é de bom tom e dá sempre uma impressão muito má da mulher. Seja pela roupa escandalosa, pelo penteado exótico, pelo andar, pelos modos, pela risada grosseira, seja, enfim, de que maneira for a mulher que chama a atenção sobre a sua pessoa ou único troféu que merece é o da vulgaridade.

Os homens, geralmente muito discretos, detestam as mulheres que se destacam demais, onde quer que apareçam.



Uma coisa é certa: nós, mulheres, desejamos e temos o dever de agradar aos homens.


                             
Gestos, palavras, atitudes

Muitas de vocês, leitoras, hão de conhecer esse tipo feminino, infelizmente hoje não tão raro como seria de des4ejar: a mulher de gestos exagerados, palavras livres e atitudes deselegantes. Interpretando mal a independência da mulher moderna, ela fuma como  um homem, em público, cruza as pernas com uma desenvoltura chocante, solta gargalhadas escandalosas, bebe com exagero, usa gíria de mau gosto, palavreado grosseiro, quando não se desmoraliza repetindo palavrões.


O melhor é não fumar, tanto para homens como para mulheres. Mas,se vocês fuma, fume bem, fume com jeito feminino.


Algumas pessoas têm o hábito prejudicial de deixar animais de estimação dormindo no mesmo aposento de seus donos. Se as crianças,depois de alguma idade, podem dormir em quartos separados, sem perigo, porque não podem os cachorrinhos mimados ou os gatos mais queridos? Compreendo e compartilho o amor aos animais, o cuidado e o carinho que eles merecem de nós, mas esse triste costume de ter animais no próprio quarto de dormir é errado, além de perigoso.

Lavar com frequência as roupas de uso interno, significa, além de bom gosto, conservá-las por mais tempo. Qualquer tecido se enfraquece, se, na lavagem, é necessário esfregá-lo muito para torná-lo limpo.


As brigas
Os casais que brigam eventualmente são infelizes? Há mulheres que começam a falar cedo, tentando implicar com o marido, e se esse consegue guardar um silêncio heroico, começam a acusá-lo de indiferente, cruel e marido que não presta atenção ao que diz a esposa. Essas mulheres, com tal atitude, estão apenas criando um abismo entre elas e o marido, vítima da incompreensão e do egoísmo da esposa.


Uma mulher que recebe o chefe do lar com um ar cansado, que desfiando a ele um rosário de lamúrias sobre seus problemas caseiros, brigas com as empregadas e as malcriações dos filhos, está entediando o marido e só conseguirá que ele se aborreça gradativamente do seu lado, Numa tal atmosfera, os aborrecimentos que o marido talvez traga da rua, suas preocupações, seus problemas, não encontram uma válvula de escape e aumentam, tornando-o mal humorado, nervoso e pouco apto para resolver as situações que o aguardam no dia seguinte.

Que deverá você fazer para ajudar seu marido a progredir na vida? Primeiramente, deve mostrar-lhe, por diversos meios, que tem confiança nele: ao mesmo tempo, deve tomar interesse por seu trabalho, ouvir suas longas dissertações sobre os acontecimentos do dia, e procurar manter sempre a casa limpa, apresentar refeições gostosas e agradáveis à vista.



9 comentários:

  1. Lastimável! E agora o Fantástico tenta fazer retomada desse lixo todo que a Clarice produziu com ódio, apenas pra não morrer de fome.

    ResponderExcluir
  2. Sou pesquisadora da obra de Clarice e senti nojo do que fizeram com nome dela! Esqueceram de dizer que ela se escondeu por trás desse pseudônimo para não expor o próprio nome com esse tipo de escrita. Ela aceitou escrever essas baboseiras porque estava separando do marido, com dois filhos e desempregada!

    ResponderExcluir
  3. Rede Globo...Mais uma vez lastimável falta de conteúdo! Igual à esta parte da obra de Clarice...

    ResponderExcluir
  4. Eu não acompanho TV, então não faço ideia do que estejam falando.
    Pesquisadora, na sua opinião, então, Clarice se prostituiu literariamente, foi isso?

    ResponderExcluir
  5. Pode até ser verdade todas essas baboseiras que vocês estão falando aqui, mas uma pessoa com o talento dela NUNCA deixaria de usar sua paixão. Ela disse alguma mentira? Por isso a sociedade está podre, ninguém se interessa em aprendera ser elegante. Baboseira ou não, ela ensina a ser elegante e ser divertido faz parte! Parem de falar besteiras e vão aprender alguma coisa seus críticos de fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. No próprio livro conta a história e o porquê desta escrita. Clarice realmente estava com dificuldades financeiras, desempregada, quase mãe solteira. Pelo legado deixado, bem pelo contexto, penso que não escreveu pelo prazer de se reinventar, mas sim por não haver muita escolha. E até espero isto. Afinal, seria uma crueldade imensa esta imposição machista às mulheres pouquíssimo esclarecidas da época. E a prova de que não condizia com a realidade da autora foi a ruína de seu próprio casamento. Quanto à elegância: curvar-se à figura masculina e elevá-la a uma posição de superior importância, unicamente pelo que tem entre as pernas, é, no mínimo, ignorância e falta de amor próprio. Elegância? Não. Elegância por certo é outra coisa. ;)

    ResponderExcluir
  7. Não se trata de elevar o homem e sim de fazer valer o q um dia milhares delas sonharam e suspiraram...um casamento,filhos,um lar...aí por desleixo físico e emocional tudo isso se esvai entre os dedos e fica se perguntando onde errou ou o q poderia fazer pra dar certo.O q pode ser feito,não será um milagre q realizará.

    ResponderExcluir